Destruição Criativa, do que se trata?

Semyonova Solpav
Semyonova Solpav 2 Min Read
2 Min Read
Marcio Alaor de Araújo

A Destruição Criativa é um processo que, em seu nome, pode assustar, contudo, o especialista financeiro, Marcio Alaor de Araújo, comenta que Trata-se de um conceito estabelecido em 1942 pelo economista Joseph Schumpeter e que o termo pode assustar os menos conhecedores do assunto. 

O empresário Marcio Alaor de Araújo esclarece que se trata de um processo de destruição e, posteriormente, reconstrução por meio de outros caminhos que levam ao progresso econômico. Desse modo, o economista procurava ressignificar o conceito do capitalismo e de suas esferas.

Logo, Marcio Alaor de Araújo comenta que as áreas seguem a ideia do economista, isso porque há um deslocamento dos recursos que são sempre direcionados para as novas oportunidades. Assim, esclarece-se o processo de destruição e reconstrução criativa que visa a inovação e aumento da produtividade,

Desse modo, o processo de Destruição Criativa ocorre de dentro para fora, ou seja, por meio da destruição das estruturas operacionais para formação de novas ideias. Segundo o especialista financeiro, Marcio Alaor de Araújo, esclarece que a Destruição Criativa afeta diretamente setores de empreendimento, cooperativas, governo, educação e finanças.

Assim, trata-se de um processo essencial para a economia contemporânea, pois visa o crescimento através do ato de se reinventar de acordo com as necessidades temporais, destinando seus recursos para caminhos mais atrativos. Marcio Alaor de Araújo finaliza reforçando, portanto, que se engana quem imagina que o processo de Destruição Criativa é, de fato, destruidor, pois é – acima de tudo – um inovador das ideias para os negócios. 

Compartilhe esse artigo
Deixe um comentário