Prates deve receber mínimo de votos necessários nesta quinta para assumir presidência da Petrobras

Semyonova Solpav
Semyonova Solpav 2 Min Read
2 Min Read

Há expectativa é de que o senador Jean Paul Prates (PT-RJ) consiga o mínimo dos seis votos que precisa para ser eleito presidente da Petrobras pelos conselheiros da estatal. Atualmente, o Conselho de Administração tem 10 cadeiras. A 11ª está vaga desde que o presidente anterior, Caio Paes de Andrade renunciou. Justamente a posição de o senador concorre. A previsão é de que a votação ocorra nesta quinta-feira, 26. Caso seja aprovado, o senador vai fazer parte do Conselho Administrativo de forma temporária e aguardar uma eleição definitiva pelos acionistas em assembleia-geral, ainda a ser convocada. O indicado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para ocupar a presidência da Petrobras possui quatro empresas na área de óleo, gás e petróleo, situação incompatível para quem pretende comandar a empresa, de acordo com a Lei das Estatais. Prates afirmou que já começou o processo de desvinculação dos negócios. Sobre a política de preços da Petrobras, o senador já indicou que pretende fazer alterações caso assuma a presidência. Ele disse que o preço será vinculado, de alguma forma, ao mercado internacional, mas não especificou como. Atualmente, os preços seguem as cotações internacionais do dólar e do câmbio, tendo como referência o valor do barril do tipo Brent.

 

Compartilhe esse artigo
Deixe um comentário